Pseudociese – Gravidez Psicológica

Também conhecida como pseudociese, a gravidez psicológica em cadelas é uma ocorrência bastante comum e que pode acarretar em diversas complicações na vida das pets
Gravidez psicológica em cadelas

Pseudociese, mais popularmente conhecida como gravidez psicológica ocorre mais comumente entre as cadelas que nunca tiveram relações e já passaram por mais de um cio e afeta mais da metade das cadelas não castradas.

A pseudociese é muito comum e sua origem é mais antiga que nós imaginamos.
Sem uma causa específica definida, a pseudociese ocorre em função de alterações hormonais no corpo da fêmea, que são responsáveis pela produção de leite e o comportamento maternal, além disso essas mudanças hormonais aumentam consideravelmente os riscos para o aparecimento de um câncer no pet .

A duração do comportamento costuma cessar em duas semanas.

Origem

A origem desta disfunção hormonal vem da época onde os cachorros eram selvagens, conforme citação abaixo;

Dizem os estudiosos que, a gravidez psicológica acontece como uma memória genética do comportamento dos lobos, os ancestrais do cão. Na alcatéia, só a fêmea alfa irá ser fecundada pelo macho alfa. Essa fêmea, geralmente, é a melhor caçadora e, terá que deixar seus filhotes para caçar. Para garantir que esses filhotes sejam amamentados, as fêmeas não fecundadas têm a falsa gravidez e, passam a cuidar dos filhotes, na ausência da fêmea alfa. (Dra. Martha Follain / Colunista do site GREEPET)

Sintomas

Mudança de comportamento: Cadelas com esta patologia podem ficar mais agressivas, isto se deve ao extinto materno. E não se engane cadelas com gravidez falsa tendem a ser mais hostis que as normais.

A cadela com gravidez psicológica passa a organizar ninhos pela casa, adotando objetos, brinquedos ou mesmo outros animais como se fossem suas crias.

Se isto ocorrer deixe o artefato com ela, pois, alivia o sentimento de frustração. Sentimentos de carência são comuns, portanto não se assuste se ela deitar do seu lado mesmo nunca o tendo feito.

A cadela pode ficar com ciúme dos filhotes imaginários e se tornar agressiva para protegê-los. Mostre que você não irá roubá-los. Para isso, ao se aproximar dela, ofereça um petisco ou brinquedo. A maioria das fêmeas deseja a aproximação de alguém que, além de não ser ameaça, traga coisas gostosas. (Dr. Pet)

Inchaço nas glândulas mamaria e produção de leite:
Além das alterações psicológicas e comportamentais, as cadelas com gravidez psicológica podem apresentar mudanças físicas, como a inflamação nas glândulas mamárias, conhecida também como mastite. Muitas cadelas ficam com seus tecidos mamários mais desenvolvidos, chegando, inclusive, a produzir leite, fator que, em muitos casos, pode evoluir para problemas mais sérios, como tumores na região, pois o leite produzido é reabsorvido pelo corpo e isso pode causar consequências que incluem o empedramento do leite, dores, caroços e tumores na área, além de irritações na pele da região, que fica bastante avermelhada.

Esse quadro também pode favorecer o aparecimento da endometriose e de inflamações graves nas camadas do útero da cadela, que são alguns fatores que aumentam a possibilidade de tornar a fêmea canina infértil.

Para aliviar o inchaço recomenda-se fazer uma compressa de água morna.

A produção de leite pode aumentar ou durar mais tempo se as mamas forem estimuladas. É melhor, portanto, evitar manuseá-las, e se a cadela praticar auto-sucção das mamas pode ser recomendado impedi-la com um colar elisabetano (posto em volta do pescoço torna impossível o contato da boca com o próprio corpo).

Falta de Apetite:
É normal a cadela sentir falta de apetite durante a gravidez, portanto igualmente na falsa

O que fazer?

Ao notar os primeiros sinais de pseudociese, o médico veterinário deverá ser consultado, para que possa indicar o tratamento adequado para o seu Pet, a fim de evitar o sofrimento do animal com as consequências prejudiciais que esse quadro pode levar.

Há casos em que a ajuda medicamentosa ou até cirúrgica como a castração pode ser indicada e, como o tratamento varia de acordo com os sintomas da cada fêmea, não há uma fórmula correta que possa indicar se haverá essa necessidade e nem se a cadela em questão desenvolverá os sinais físicos e psicológicos da pseudociese de maneira recorrente.

Compartilhe isso
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on skype
Skype
Share on email
Email

Notícias recentes

Iniciar chat
Powered by
Ligar
Rota